Inaceitável: racismo e sexismo em buscas no Google

Campus do Google

Usuários pesquisavam “mulher negra dando aula” e eram levados a imagens de sexo explícito na ferramenta regular de pesquisas do Google. Na última semana, verbete “professora” também era associado a prostitutas, situações com contornos de racismo e sexismo no principal buscador do planeta.

Thássius Veloso lembra que, há quatro anos, o Google Fotos catalogava pessoas negras como gorilas.

Casos podem representar misoginia em treinamento de algoritmos e falta de diversidade no perfil dos programadores e engenheiros da empresa. “Inaceitável”, nas palavras do comentarista.

Ouça na íntegra:

Sobre mim

Thássius Veloso é um nome que você facilmente vai ouvir ao se aventurar pelo mundo da tecnologia. O jornalista multimídia se desdobra em todos os meios de comunicação. Além da presença online no TechTudo, está na GloboNews, em dobradinha com Aline Midlej e Raquel Novaes; na CBN, em parceria com Carlos Alberto Sardenberg; e em publicações como o jornal O Globo e a revista Galileu, também do Grupo Globo.

Mas sobre o tema

© 2019 – Thássius.com – Todos os Direitos reservados.
veloso@kamus.com.br – Criado pela Kamus